7/2/2013

Volvo testa caminhão movido a diesel-metano em parceria com a White Martins



by Comunicação Corporativa

A Volvo iniciou no Brasil os primeiros testes com um caminhão movido a diesel-metano, uma solução de combustível alternativo para transporte de longa distância. O caminhão é movido com até 75% de Gás Natural Liquefeito (GNL) e o restante de diesel.

"Mantemos nossa posição de trazer ao transportador brasileiro o que há de mais avançado em tecnologia de transporte. Esta solução reduz consideravelmente as emissões de CO2", afirma Roger Alm, presidente do Grupo Volvo América Latina.
 
Testes de campo realizados na Europa mostram que a tecnologia com gás natural liquefeito desenvolvida pela Volvo diminui em até 10% as emissões de CO2, em comparação aos caminhões com tecnologia Euro 5.

No Brasil, os testes estão sendo realizados no interior de São Paulo, em parceria com a White Martins, empresa líder na produção e comercialização de gases industriais e medicinais e única no país a liquefazer o gás natural por meio do consórcio formado pela White Martins, GásLocal e Petrobras. O caminhão utilizado é um FM 460 trazido da Suécia.

O objetivo dos testes é conhecer o comportamento da tecnologia diesel-metano aplicada à realidade brasileira. ”Esta é uma solução viável e que já esta sendo utilizada. Queremos verificar quanto esta tecnologia traz de autonomia e economia ao transporte de cargas no Brasil", destaca Sergio Gomes, diretor de estratégia de caminhões do Grupo Volvo América Latina.
 
A Volvo é a primeira montadora de caminhões a adotar esta tecnologia. Além do Brasil, a empresa está testando veículos movidos a diesel-metano na Europa, nos Estados Unidos e na Ásia. A produção seriada deste modelo de caminhão iniciou na Suécia no segundo semestre de 2012. 
 
O GNL é obtido por meio da liquefação do gás natural a uma temperatura de -162º. O gás em estado liquefeito permite armazenar mais combustível nos tanques em comparação ao Gás Natural Veícular (GNV) e é uma alternativa importante para o uso de combustíveis menos poluentes.
 
"Este projeto faz parte da estratégia da Volvo de apresentar soluções com combustíveis alternativos ao transporte de carga de longa distância. Respeito ao meio ambiente é um dos valores essenciais da marca e estamos sempre trabalhando para desenvolver veículos que produzam o menor impacto ao meio ambiente", reforça Gomes.
 
O caminhão também pode rodar usando apenas diesel, porém, sem os mesmos ganhos ambientais e econômicos oferecidos pelo gás natural. A tecnologia do motor é baseada no motor diesel convencional equipado com injetores para gás, um tanque de combustível especial, parecido com uma garrafa térmica, que mantém o gás liquefeito e resfriado a -135 graus Celsius, e um conversor catalítico. 
 
Os testes de campo realizados pela Volvo na Europa mostram que a tecnologia diesel-metano oferece o mesmo nível de confiabilidade operacional aos caminhões que o motor diesel convencional. A dirigibilidade é similar à de caminhões diesel convencionais. Se o tanque de gás acabar, o sistema automaticamente passa para diesel. O motorista é então alertado por uma luz que acende no painel de instrumentos.

Mais informações,

Newton Chagas - Volvo do Brasil
Comunicação Corporativa - Assessor de Imprensa
Tel: +55 41 3317 8296 -
newton.chagas@volvo.com

versão para impressão